Sequência de ações que possibilitam a sobrevivência de uma pessoa que sofre uma emergência sanitária

A cadeia de sobrevivência ou cadeia de vida

A cadeia de sobrevivência ou cadeia de vida

A cadeia de sobrevivência consiste em quatro ações que, realizadas consecutivamente e em um curto período de tempo, têm se mostrado as mais eficazes no tratamento de pacientes em parada cardiorrespiratória (PCR).

A cadeia de sobrevivência ou cadeia da vida é uma frase que descreve uma série de ações que diante de uma parada cardiorrespiratória possibilitam a sobrevivência da vítima. Cada elo da cadeia de sobrevivência representa uma intervenção crítica.

A corrente será tão forte quanto seu elo mais fraco, a corrente será tão forte quanto a eficiência em todos os seus elos sem deixar a importância da precocidade em todos eles; A eficácia e o tempo são fundamentais, pois as chances de sobrevivência são diminuídas e a integridade neurológica do paciente pode ser prejudicada.

Pessoas sem conhecimentos de primeiros socorros intervêm como fatores na cadeia de sobrevivência, daí a importância de preparar a população em. Treinamento de RCP ou ressuscitação cardiopulmonar.

O atendimento médico em hospitais e centros de saúde é rápido e eficiente, porém, o tempo de chegada das ambulâncias costuma ser excessivo devido às distâncias e rotas. Nesses momentos iniciais críticos, conhecer a cadeia de sobrevivência e colocá-la em prática aumenta exponencialmente a sobrevivência da vítima, proporcionando uma cobertura assistencial sem lacunas.


Elos da cadeia de sobrevivência em adultos


  1. Acesso antecipado aos sistemas de emergência.
  2. Início de manobras de ressuscitação cardiopulmonar ou estabelecimento de suporte de vida.
  3. Desfibrilação precoce.
  4. Estabelecimento de Suporte Avançado de Vida, continuidade do cuidado.

 

 

Acesso antecipado a sistemas de emergência

 

O acesso antecipado é o primeiro elo, é o elo que põe em funcionamento toda a cadeia de sobrevivência e geralmente é realizado por não profissionais de saúde.

O acesso antecipado consiste em 2 fases:

  1. Reconhecimento de sinais precoces de alerta, como ataque cardíaco, parada cardiorrespiratória, derrame, afogamento, etc.
  2. Ativação do Sistema de Emergência Médica pelo telefone 112.

Reconheça os sintomas que podem ser premonitórios de risco de vida, como o aparecimento súbito de dor no peito, episódio de perda de consciência, sudorese, fadiga intensa, etc.

O papel do primeiro entrevistado é essencial e em certas ocasiões é vital, tendo que iniciar o Suporte Básico de Vida, reconhecer e avaliar sua respiração.

A chamada para o 112 para emergências médicas passa por uma série de fases de resposta integradas na plataforma informática de gestão; o centro de coordenação de urgências e emergências segue um protocolo de perguntas necessárias e essenciais.

 

Manobras de ressuscitação cardiopulmonar ou estabelecimento de suporte básico de vida

 

O segundo link é Estabeleça o suporte básico de vida precoce o mais rápido possível, o início rápido dessas manobras de reanimação influencia positivamente na recuperação precoce do pulso espontâneo e na ausência de sequelas neurológicas. Esteja muito atento para proteger a cena corretamente, tornando o local seguro para o socorrista e o paciente.

A RCP básica substitui funções vitais que cessaram, as células do corpo não recebem mais oxigênio e todos os órgãos vitais são altamente sensíveis a esse déficit. As taxas de sobrevivência aumentam quando a ressuscitação é iniciada por espectadores antes da chegada dos serviços médicos de emergência.

A disseminação de conhecimentos teóricos e práticos em manobras de suporte de vida e reanimação são essenciais para o bom desenvolvimento deste segundo elo.

Se as manobras básicas de RCP não forem aplicadas nos primeiros 5 minutos após uma parada cardiorrespiratória, as chances de sobrevivência são muito baixas.

 

Desfibrilação precoce

 

Desfibrilação precoce é o acesso a desfibriladores externos semiautomáticos por cidadãos ou profissionais de saúde nãopara isso a população deve ser treinada no uso do desfibrilador. Esses kits de desfibrilação portáteis facilitam o aprendizado e o uso.

A desfibrilação precoce é capaz de reverter a parada cardiorrespiratória em até 90% se realizada no primeiro minuto, diminuindo 10% a cada minuto de atraso em sua aplicação.

 

Estabelecimento de suporte avançado de vida

 

Este link indica a necessidade de se completar a estabilização das funções vitais e ação sobre a causa desencadeadora. A admissão na UTI deve ser realizada de forma direta, portanto, a coordenação entre os serviços de urgência extra-hospitalar e hospitalar é fundamental. 

 

 

 


impressão   Correio eletrônico
Imagem

Instalação de desfibriladores externos, manutenção, peças de reposição, reparos, treinamento e uso do desfibrilador, registro em Comunidades Autônomas.

endereço:
Avda.de la Constitución 29 
28821 Coslada (Madri)
telefone: + 34 911 250 500
E-mail: salvavidas@salvavidas.com

Mapa de onde estamos